top of page

ONG de proteção animal brasileira promove primeira festa do Pija-miau

Atualizado: 10 de ago. de 2023

Evento beneficente, chamado de Shelter Slumber Pawty nos Estados Unidos, ocorre desde 2017 e terá este ano sua primeira participante brasileira.





Imagine convidados humanos passando 24 horas dentro de um abrigo, comendo, dormindo, brincando e vivendo com (e como) os animais que aguardam adoção, enquanto arrecadam fundos para a entidade. Esta é a proposta da Shelter Slumber Pawty, uma iniciativa que nasceu na cidade de Saint Louis, nos Estados Unidos e já arrecadou mais de 600 mil dólares para as ONGs participantes.


O evento, que ocorrerá em Março, será a primeira edição de uma Slumber Pawty brasileira e a Confraria dos Miados e Latidos será a única ONG do país a participar dessa iniciativa - batizada por aqui de Festa do Pija-miau. “Como somos um abrigo exclusivamente para gatos, pensamos que seria uma tradução livre divertida para comunicar o espírito do evento” - explica Adriana Tschernev, Diretora da organização.



A Festa é uma oportunidade de aproximar o público da realidade da proteção animal, levantar fundos para a instituição e, quem sabe, até promover a adoção dos gatinhos. Por 24 horas, 10 participantes poderão experienciar a vida dentro de um abrigo com os mais de 100 gatinhos que aguardam adoção na sede da ONG, em São Paulo, o que inclui dormir no mesmo ambiente que os gatos, fazer refeições e interagir com eles.


Segundo Tatiana Sales, Presidente e fundadora da organização, muitos dos resgatados nunca tiveram tanto tempo ininterrupto de atenção humana: “Isso faz do evento, também, uma oportunidade única de socialização para os felinos” - conta Tatiana - “Temos gatinhos, como a Okoye, que estão na espera de uma família desde 2018, gatinhos que nunca souberam o que é passar a noite dormindo na cama com seu humano. Para esses será uma oportunidade única!”


A Festa será transmitida ao vivo nas redes sociais dos participantes, de forma que os espectadores possam conhecer melhor o dia a dia de um abrigo e realizar doações online para que a ONG continue seu trabalho. “Buscamos também desmistificar o conceito que as pessoas têm de um abrigo de animais ser um lugar triste. Na nossa sede os gatinhos vivem soltos em cômodos adaptados e preparados para oferecer enriquecimento ambiental e qualidade de vida para eles enquanto aguardam adoção.” - pontua Tatiana.



Os participantes, que se dividirão entre adotantes, voluntários, jornalistas, apoiadores e influenciadores, ao transmitirem o evento, também competirão amistosamente entre si, em busca de descobrir quem conseguirá o maior engajamento e maior montante de doações. Na primeira edição estadunidense do evento, foram arrecadados 30 mil dólares, então há grande expectativa pela possibilidade de levantamento de recursos - assim, a competição amigável não só traz um caráter lúdico à Festa, mas também aumenta o incentivo às doações.


Adriana está confiante: “Quem tem um animalzinho em casa sabe a despesa mensal que ele gera - agora multiplique isso por quase 200 e adicione o resgate de animais que precisam de intervenções cirúrgicas e tratamentos longos e complexos - essa é a realidade de uma ONG. Acreditamos que ao mostrar de perto o trabalho consigamos sensibilizar mais pessoas a doarem para a causa”.

61 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page